Resenha: YOU’RE BEALTIFUL

Oi pessoas,

Nada mais digno do que inaugurar a aba Dorama, da sessão Resenha com aquele que me fez querer assistir vários outros! ATENÇÃO SPOILER!

YOU’RE BEAUTIFUL

Youre-Beautiful_1560x872

Sinopse:

  Go Mi Nam, cujo nome significa “bonito” tem tudo – boa aparência, um lugar na boy band de ídolos adolescentes A.N.Jell, e milhares de fãs. Mas quando uma cirurgia plástica se torna um fracasso, ele é forçado a ir aos Estados Unidos secretamente para a consertá-la. O gerente da banda pede a irmã gêmea de Mi Nam, Mi Nyu (Park Shin Hye), para se passar por Mi Nam e assumir seu lugar na banda. Enquanto ela tenta fingir ser um rapaz com os outros membros da banda – Hwang Tae Kyung (Jang Geun Suk), Kang Shin Woo (Jung Yong Hwa do CN Blue) e Jeremy (Lee Hong Ki do F. T. Island) – Mi Nyu causa problemas na banda pois alguns dos membros sabem sua verdadeira identidade e outros não. Poderá a banda sobreviver a infiltração de uma mulher ou irá ela implodir?

  •  Episódios: 16                                                                                                         
  •  Lançamento: 2009
  • Onde assistir? No Viki  ou Drama Fever
  •  Personagens principais:                                                                                                                                       Park Shin-hye como Go Mi Nam / Go Mi Nyu                                                                                       Jang Geun Suk como Hwang Tae Kyung                                                                                                    Jung Yong-hwa como Kang Shin Woo                                                                                                           Lee Hongki como Jeremy                                                                                                                                  Uee como Yoo He Yi

Minhas opinião:

Eu tinha 13 ou 14 anos quando assisti You’re Bealtiful pela primeira vez, e me apaixonei por tudo na série, não é a toa que já assisti umas 5 vezes. ela te faz rir e chorar na mesma intensidade. Meu dorama favorito!

Vamos a apresentação dos personagens:

minan e mini  A fofa e atrapalhada Go Mi Nyu (Interpretada por Park Shin-hye) é irmã gemêa de Go Mi Nam. Ela cresceu no convento, e ia fazer uma viagem pra se tornar freira, mas eis que antes de sua viajem o agente do seu irmão Go Mi Nam vai até ela e explica que seu ele precisou sair do país para corrigir uma cirurgia plástica que bom… não deu muito certo, e que ela tinha que salvar a carreira musical do irmão substituindo ele por alguns dias. Ela se transforma em Go Mi Nam, e vai morar com a Banda A.N.JELL. Seu desafio é não ser descoberta.

SORR

O mal humorado Hwang Tae Kyung (Interpretado por Jang Geun Suk) é o líder da Banda A.N.JELL. Ele tem T.O.C (Transtorno Obsessivo Compulsivo) por limpeza, azedo, vive de cara fechada. Ele não queria outro integrante na banda, então começa a implicar com Go Mi Nam desde o primeiro momento que o(a) viu, esperando qualquer erro acontecer. Até que acontece! Ele descobre que Mi Nam é uma garota, e apesar do seu jeito meio grosso, fechado, Mi Nam(Mi Nyu) o cativa, e então Tae Kyung sorri! E que sorrisos. O que falar das expressões dele? O ator está de parabéns! Hora ou outra eu me via imitando os bicos dele.

 

 

 

 

images

O cara fofo da história Kang Shin Woo (Interpretado por Jung Yong-hwa) é aquele personagem que você torce pra ficar com a protagonista. ele é um amorzinho, Shin Woo é o primeiro que descobre sobre Mi Nam, dai ele começa a gostar dela, mas além de não contar pros outros, ele não conta pra ela também, e isso o deixa em desvantagem perto de Tae Kyung, que logo depois de descobrir acabou ficando mais próximo de Mi Nam. Shin woo não desiste, mas as vezes que ele tenta se declarar pra ela, foram de dar dó, porque as tentativas sempre eram frustradas. Quão romântico foi esta cena em que ele tem um encontro a ‘distância’ com ela, e bem na hora que ele ia dizer: eu sei de tudo, vem cá, me abraça, me beija [aaaaa] , Tae Kyung liga pra ela e ela dá meia volta e vai ao encontro do crush dela. original

 

dee2790256723fd5481c586749c742bb8e7d82d5_hqO brincalhão Jeremy (Interpretado por Lee Hongki) é sem dúvidas responsável por muitas cenas engraçadas, ele se vê atraído por Go Mi Nam também, e fica negando isso pra si mesmo porque pelo que ele sabe, Go Mi Nam é homem. Ele demora bastante para descobrir a verdade, quase no final do dorama. E quando o Jeremy ficou com ciúme de Go Mi Nam com a cadela dele, Jolie? ou foi ao contrário? não sei mais. Olha a felicidade do Jeremy quando finalmente descobriu que Go Mi Nam é uma garota: go-mi-nam-jeremy-o

 

maxresdefault A Vilã Falsiane  Yoo He Yi (Interpretada por Uee), muito popular, na frente das câmeras ela é um anjo, mas quando não tem ninguém vigiando se transforma na diaba em pessoa. Lágrimas de crocodilo. Ela acaba descobrindo sobre Mi Nam também, e fica com inveja da atenção que ela tinha dos rapazes, começou a querer aquilo. Foi tentar atrapalhar a relação da Mi Nam com o Tae Kyung, mas sem sucesso. O Tae Kyung sempre a botava no seu devido lugar! E como botava, dava cada patada, que só ele mesmo.


E que casal mais fofo! o Tae Kyung é muito romântico quando quer ser, quer coisa mais romântica do que aquele porcoelho?  3194777045_1_2_x9V04omO

A Mi Nyu seguiu o conselho do agente do irmão, que disse que toda vez que ela sentisse o coração acelerar era pra apertar o nariz, então ela passou a fazer isso toda vez que o Tae sorria. ❤ ❤

 

 

 

 

 

 

Abaixo mais cenas desse desses dois fofonildos. ❤

 

 

 

Essa série merece ser curtida e compartilhada. ❤

 

Não esqueçam de comentar!

 

 

 

 

 

 

Lavo o cabelo só com água

Ei galera!

Preciso compartilhar uma mudança recente, e que gostei muito.

Há mais ou menos umas duas semanas, bisbilhotando no youtube, achei um vídeo no canal da Luisa Moraleida que mulher incrível gente , com o título:  LAVANDO O CABELO SÓ COM ÁGUA E MAIS NADA!  clique aqui para ver o vídeo.

😮  😮 😮 😮

Que loucura, atiçou minha curiosidade, fui lá assistir. Fazia todo sentido, a explicação e tudo mais. Nunca fui muito vaidosa, meu cabelo ondulado sempre mais confuso que eu, a vida toda usei shampoo como todos, e na adolescência comecei a pranchar meu cabelo quase que sempre, quando eu não pranchava, ele só ficava amarrado, porque eu não tinha maturidade pra lidar com os frizz e nem com ele ”armado”. Sempre fui muito insatisfeita com meu cabelinho.

 Terminei de assistir o vídeo decidida a criar aquele hábito, desembaracei meu cabelo, e partiu banho. Na verdade não tem nenhum segredo, olha só:

  1. Antes do banho, escove o cabelo para que a oleosidade natural escorra pelos fios, e já ir soltando qualquer sujeirinha que tenha no couro cabeludo.
  2. Debaixo do chuveiro, de preferência água fria por hidratar, dar mais brilho, estimular o crescimento, manter a oleosidade natural e evitar caspas, molhe todo o cabelo, separando as mechas e massageando com cuidado a raiz.
  3. Após o banho, sugiro pentear o cabelo com aqueles pentes de dentes largos ou com a mão mesmo, mecha por mecha. E deixe secar naturalmente.

giphy

 Além do processo de lavagem ser a coisa mais simples do mundo,  o custo é NULO e de quebra você ainda ajuda o meio ambiente.

Estranhei muito, afinal fomos acostumados a usar shampoo sempre. Desde pequenos nossos cabelos conhecem os shampoos e condicionadores de inúmeras marcas, nem tivemos a chance de conhecer nosso cabelo virgem.

Nos 4 primeiros banhos, SEM SHAMPOO, NEM NADA, meu cabelo ficou muito, mas muito oleoso, mas depois foi só sucesso. Pesquisei mais e achei esta página que é bem completa sobre o assunto: clique aqui para ler a matéria.

Water Only (Só Água), vai um pouco mais além. Visando manter a hidratação, o brilho e a saúde dos cabelos, a limpeza é feita apenas com água (nada mais natural que água, certo?). Neste método, toda hidratação fica a encargo da oleosidade produzida pelo próprio corpo. De quebra, a técnica ajuda a reduzir o impacto ambiental do uso de cosméticos que lançam substâncias químicas prejudiciais aos mananciais de água, poluindo o planeta.

Duas semanas lavando meu cabelo dessa forma, passei a ter mais vontade de deixar ele solto, nunca vi ele tão hidratado e olha que ainda estou na fase da adaptação.

Contei a uma amiga que eu tinha adotado esse método, ela foi cheirar meu cabelo pensando que estava fedendo e se surpreendeu. Meu cabelo não está fedendo, e não está com nenhum resíduo. E se você lavar bem apenas com a água, o cheiro fica neutro, simples assim, cheiro de nada. O que acontece naturalmente mesmo se você usa shampoo, no dia seguinte já não tem cheirinho de fruta mais.

Por incrível que pareça senti que mudar isso, mudou outras coisas internas também. Desapegar de algo que estamos acostumados desde crianças, é o mais difícil, mas depois da fase de adaptação você vai sentir seu cabelo respirar e vai sentir uma liberdade enorme.

cabelos-gif

Se você gostou, faça um teste, experimente por umas 6 semanas(tempo suficiente pro cabelo se adaptar) e comenta aqui o que achou. 

Meu relato: Aborto espontâneo

Oi galerinha,

Vou voltar na linha do tempo da minha vida e desabafar um pouco sobre um drama vivido por mim a um pouco mais de 2 anos, e se você já passou por esta situação, comenta aqui, pra nos ajudarmos.

ab

Eu e meu esposo tínhamos 3 anos de casados nessa época, e eu já sonhava com nosso bebê, então começamos a planejar a gravidez em junho de 2014 assim que minha “red” foi embora. Desde então ficamos na tentativa e minha “red” não desceu nem em julho e nem em agosto, fiquei animada mais nem tanto, porque minha “red” costumava atrasar ás vezes. Aí minha menstruação desceu e se foi. Não menstruei em novembro e nem dezembro.

No dia 15 de dezembro eu fui fazer outro teste e pra minha alegria deu positivo. Ficamos numa felicidade enorme. O próximo passo seria os exames e ultrassons, cheguei a marcar pra última semana de dezembro, mas no dia 27 de dezembro, numa sexta-feira tive um estresse com problemas antigos que voltaram como um “fantasma” pra me assombrar, após isso tive uma dor de cabeça tão grande, que estranhei, pois eu nunca fui de ter qualquer tipo de dor.

Quando foi no dia seguinte no sábado, amanheci com um borrão de sangue, e fiquei desesperada, não tinha como ver aquilo como uma coisa boa. Comecei a chorar, e fui com meu esposo ao médico imediatamente. Chegamos, fomos pra fila de espera, e finalmente quando fomos atendidos, o médico nem me examinou direito, nem me indicou um remédio nem bulhufas de nada, perguntei a ele o que poderia ser, avisei que eu já tinha pesquisado sobre isso e queria saber se era desligamento do embrião ou inicio de aborto, aí ele me perguntou se eu estava sentindo dor, e eu respondi que não (aprendi que se deve exagerar nesses momentos) , daí ele me disse que se eu não estava sentindo dor era pra eu ficar despreocupada, o que não me adiantou muito. Eu disse que não estava sentindo dor porque eu realmente não estava sentindo nenhuma, só a dor no peito de que algo estivesse errado com meu neném.

Achei uma atitude negligente da parte dele dizer uma coisa dessas, porque cada corpo humano é diferente, e tem pessoas que são mais sensíveis a dor e outras que realmente não sentem nada, como por exemplo tem gente que usa aparelho e vive sofrendo com as dores e se queixando, já tem outras que não sentem nada o período todo. Por isso digo que foi um erro dele, não vi preocupação devida. Ele simplesmente me deu um papel lá escrito que eu tinha ‘uma vaga’ na ultrassom SÓ NA SEGUNDA, porque final de semana eles não faziam esses exames.

Mas não deixei de procurar, fui a outros lugares próximos e parece que tudo estava indo contra, um lugar a máquina de ultrassom estava quebrada, e em outra não tinha profissional capacitado…

Voltei pra casa com o coração abalado e morrendo de medo que acontecesse algo grave, até segunda chegar poderia acontecer tanta coisa. Tive que esperar até a segunda, voltamos lá e fomos atendidos, entrei na sala do ultrassom, e vi pela primeira vez o corpinho do meu neném, fiquei feliz por um momento, fiquei tão boba… Desceram lágrimas de alivio, alegria, felicidade, tudo junto…

 Mas tudo muda quando a doutora me diz que ele está sem pulsação cardíaca. Eu estava tão feliz que nem entendi direito o que ela falou e ficava só olhando a tela de ultrassom, até que ela repetiu em voz mais alta, a mesma frase, quando eu entendi, as lágrimas dispararam, mas não eram de alegria e sim de desespero. Não acreditava, queria olhar pro vídeo e ver o corpinho dele, ainda dentro de mim, e perguntei entre lágrimas umas 5 vezes se ela tinha certeza do que estava falando. Até tentou me explicar, mas não conseguia mais ouvir nada, lembro que ela perguntou se eu estava só, e eu não consegui responder, ai ela saiu e perguntou quem estava comigo, o meu esposo veio e me viu, segurou minha mão e tentava me tranquilizar, mesmo estando chocado também. Se ele não estivesse lá provavelmente eu não teria resolvido nada, não tinha mente pra isso, não estava em condições, eu chorava que nem uma criança.

Fiquei lá sentada, chorando, e meu esposo foi ver qual seria o procedimento, e resolvemos que ia ficar pra fazer a curetagem. Que foi um pesadelo pra mim.

  • Primeiro que antes da curetagem eu não podia ter um acompanhante. Fiquei esperando o remédio pra forçar meu colo se abrir fazer efeito por um bom tempo, não lembro a quantidade de horas exatas, mas sei que foram mais de 5 horas.Esse primeiro momento em que eu estava despedaçada, eu precisava de alguém do meu lado e isso foi uma tortura, precisava de abraço, de uma mão, e meu esposo nem podia ficar ali.
  • Segundo que fiquei num quarto com uma garota que estava grávida e que não queria, e eu achava um absurdo aquilo, porque dentro de mim não tinha nenhuma vida mais, sendo que eu queria muito! (nessa situação o egoísmo habita dentro da gente, a inveja, raiva, o sentimento de injustiça).
  • Terceiro que doeu demais, o médico me disse que a dor que eu estava sentindo era como a dor de um parto, mas a maior dor era saber que eu ia passar por tudo isso e não ia ter meu bebê nos braços.
  • Quarto que o chá de espera e os maus tratos de uma enfermeira não me ajudaram, ela pensou que eu tinha tomado algum remédio pra causar isso.

Enfim… Isso foi um verdadeiro caos pra mim, era demais pra suportar.

Mas o tempo passa… Vamos pondo a cabecinha no lugar, reorganizando os sentimentos e tendo a certeza de que Deus sabe de todas as coisas, e que tudo tem seu tempo determinado. Quando eu engravidei, estava uma epidemia de grávidas ao meu redor, já ouviu dizer que você percebe as pessoas mais facilmente quando você passa por aquela situação, não sei se foi isso, mas tinha umas oito grávidas próximas de mim, tiveram vários chás de fraldas, mas, só fui ao chá da minha amiga que teve por último, porque eu não havia superado essa situação desconfortável, e isso já havia acontecido há uns seis meses. Não era egoísmo, essas que estavam grávidas não tinha absolutamente nada a ver com o que tinha me ocorrido, mas só de eu ver aquelas coisas de bebês, roupas, sapatos, fraldas, chupetas, tudo isso me lembrava o que eu queria tanto esquecer.

Eu pensava: ‘’Porque comigo?’’ Mas aí vi que não fui a única a pensar assim, quando comecei a pesquisar mais sobre esse assunto, e o que eu senti não foi uma coisa de outro mundo, muitas mulheres que passaram por isso pensaram assim também. Minha gravidez estava na fase inicial, e segundo a doutora foi um problema com a má formação do embrião.

Porque eu não tentei ano passado? Porque queria ter certeza que eu estaria em ótimas condições de saúde, conheci mulheres que por não dar um descanso ao corpo após a curetagem, perderam novamente e novamente, foi o caso de uma paciente que conheci, tinha sido a terceira vez que ela tinha perdido em um ano. Deus me livre de passar por isso novamente! Há uns 4 meses atrás quando fui fazer o preventivo, a ginecologista disse que eu tinha o útero retrovertido, e a minha dificuldade de engravidar podia ser devido isso. Mas deixou claro que só dificulta, não impossibilita. Então aguardar a hora certa, e quando meu positivo vier, eu sei que vai ser abençoado, porque entreguei nas mãos de Deus.

EM TUDO DAI GRAÇAS!

NÃO ESQUEÇA! Se você passou por um momento assim comenta aqui, fique a vontade pra contar sua história, gostaria muito de saber como você lidou com isso.